Não há soluções, há caminhos : 17 janeiro

E se a vida fosse uma grande porta… E se eu ficasse diante dela sem saber se deixar entrar, se sair… E se, assim, ficasse indeciso com a mão no puxador, sem saber que fazer perante a vida, a morte, este acontecimento, esta amizade… Saio sem bater? Abro a quem bate? Saio de qualquer maneira ou deixo a porta aberta? Já era quase tarde quando descobri que deixar entrar era sair de mim…
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS

.