Não há soluções, há caminhos: 27 fevereiro

Este tempo de Quaresma é uma travessia. Quem atravessa o deserto precisa de água, de bússola e, sobretudo, da convicção de que vale a pena caminhar e alcançar o fim, a meta desejada. Temos metas? Quais? Temos água? O apoio de Deus, a sua força, não falha. E a bússola? Quem é que nos dá uma palavra ou mão amiga a partir da experiência?
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.