Tertúlia da Quinta entre as quase 1000 candidaturas a Maravilhas dos Doces

As candidaturas às 7 Maravilhas Doces de Portugal ® terminaram ontem, 17 de março, à meia noite, e alcançaram o melhor resultado de sempre numa eleição 7 Maravilhas, com 907 doces inscritos nas sete categorias a concurso. O Arroz Doce da Tertúlia da Quinta de Almeirim terá sido o único participante do concelho.

As candidaturas foram submetidas numa plataforma online, por entidades públicas, privadas e por pessoas singulares, e vão ser agora validadas pelo Conselho Científico.

“Estivemos a receber inscrições até ao último minuto de ontem, numa mobilização sem precedentes numa eleição 7 Maravilhas. Nunca tínhamos recebido tantas candidaturas, o que não só nos permite ter uma representatividade e diversidade extraordinárias de toda a doçaria portuguesa, demonstrando que todo o país vive intensamente os nossos doces”, refere Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas.
Das 907 candidaturas apresentadas, a categoria de “Doces de Território” é a que conta com mais inscrições, num total de 246 candidaturas. Seguida pela categoria de “Doces de Inovação”, com 175 doces candidatos, em linha com a filosofia do concurso, que pretende por um lado valorizar a doçaria tradicional e por outro lado apostar na inovação, incentivando o empreendedorismo local.

A categoria de “Doce de Colher e Doce de Fatia” contou com 126 inscrições, seguindo-se os “Doces de Pastelaria” com 107 candidaturas. Os “Doces Festivos” têm 101 candidatos e os “Biscoitos e Bolos Secos” contam com 91 propostas.

No distrito de Santarém participaram 53 entidades.

As 907 candidaturas vão ser agora avaliadas e validadas pelo Conselho Científico e a lista longa será revelada brevemente. Após validadas todas as candidaturas, um Painel de Especialistas vota para escolher 21 doces de cada distrito ou região autónoma, organizados pelas sete categorias, sendo três de cada categoria, num total nacional que pode atingir os 420 doces.
Depois de fixada a Lista de 21 doces por cada distrito ou região autónoma, o Painel de Especialistas faz nova votação para reduzir a lista a 7 doces por distrito ou região autónoma, chegando à lista final de 140 doces que serão posteriormente apresentados para votação pelo público.
Estes 140 doces vão ser reveladas a 8 de maio e são votados pelo público em 20 programas de daytime, a emitir em direto pela RTP, nos meses de julho e agosto. De cada programa na RTP sai um pré-finalista que passa às semifinais.
Uma novidade desta edição é a existência de um Grande Júri, órgão de deliberação constituído por 7 figuras do espaço mediático, que será responsável pela da repescagem de 8 candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas apurados pelo público, resultando numa lista de 28 pré-finalistas.
Os 28 pré-finalistas são divididos por sorteio pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de agosto, dois programas em direto na RTP1, transmitidos em horário nobre. Em cada semifinal são apurados os 7 doces, aqueles que tenham mais votos contabilizados. Nesta fase os 7 elementos do Grande Júri assumem grande preponderância, comentando e provando os Doces.
A Gala Finalíssima decorre a 7 de setembro de 2019 e será transmitida pela RTP1, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitos 7 doces pelos portugueses como 7 Maravilhas de Portugal ® .

.