Não há soluções, há caminhos: 29 agosto

Acontecem tantas coisas estranhas porque as pessoas, de repente, envolvem-se. O problema não é o envolvimento se esse envolvimento for lúcido, o problema é se sou completamente arrastado pelo imediatismo das coisas, se vou atrás disso, se me deixo envolver sem pensar nas consequências. Vivo então de apetites e não da vontade. A temperança é a virtude interior pela qual cultivo o equilíbrio e a minha integridade não me deixa ir atrás de tudo o que atrai.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.