Projeto da Fundação Rotária Portuguesa para reduzir riscos de burnout nos professores

A Fundação Rotária Portuguesa (FRP) está a desenvolver, em parceria com a Associação GET 2 GROW, um projeto de prevenção da síndrome de esgotamento profissional. O foco prioritário da iniciativa é diminuir o risco de burnout dos professores nos Agrupamentos Escolares Parceiros, traduzido na melhoria dos indicadores de saúde e bem-estar no local de trabalho, medido através da aplicação regular de questionários validados pela Organização Mundial de Saúde.


Com o apoio da Fundação, a GET 2 GROW candidatou o Projeto “Health & Wellness Coaching” ao Programa Parcerias para o Impacto do Fundo Social Europeu. Este é um projeto de grande importância para a comunidade, numa altura em que estes temas estão cada vez mais presentes na nossa sociedade, com consequências sociais de grande impacto.


O objetivo do projeto passa por atuar preventivamente procurando evitar o aparecimento desta doença, através de uma equipa multidisciplinar. Pretende-se evitar situações de ansiedade, distúrbios do sono, hipertensão e stress dos professores, com os inerentes custos para a saúde pública.
A atuação da Equipa visa dotar os professores – naquilo que está, de facto, ao seu alcance – de mecanismos que lhes permitam responder melhor aos desafios com que se deparam atualmente na sua atividade profissional. Os professores fazem parte de uma classe profissional essencial à sociedade, sendo a segunda mais exposta aos riscos do burnout.


Através da prevenção, pretende-se promover comportamentos e práticas para diminuir os riscos e, tendencialmente, reduzir ou evitar o recurso a medicamentos. O início do projeto está previsto para Março de 2020.
A equipa do projeto é constituída por psicólogos, instrutores de exercício físico, massoterapeutas, e coachs especializados na área da saúde e bem-estar. Estes especialistas vão desenvolver várias iniciativas, desde workshops de saúde e bem-estar a sessões de exercício físico e reeducação postural, passando por sessões de mindfulness, de dieta alimentar saudável e sessões individuais de quick massage.


A FRP há muito que contribui para melhorar e desenvolver várias áreas da sociedade portuguesa, destacando-se a Educação, nomeadamente no apoio a alunos para prosseguirem os seus estudos. A Fundação, desde 1960 e até final de 2018, já concedeu perto de treze mil Bolsas de Estudo, no valor de perto de sete milhões de euros. A FRP também já desenvolveu meio milhar de projetos de Alfabetização/Educação, num investimento de perto de quinhentos mil euros.


Desde a sua fundação, em 19 de abril de 1959, a FRP tem vindo também a implementar projetos de Combate à Fome e à Pobreza, de Promoção da Saúde e projetos relacionados com os Recursos Hídricos e Ambiente.
A Fundação Rotária Portuguesa é uma instituição de solidariedade social, sem fins lucrativos, com Estatuto de Utilidade Pública, sendo Membro Honorário da Ordem de Mérito e é IPSS na área da Educação. De entre as ações da FRP estão as atividades de serviço em benefício das populações em áreas como a Educação, Ciência e Cultura, além do apoio humanitário e social.

.