E os Bombeiros Voluntários de Almeirim fazem hoje 71 anos. Recorde como tudo começou

Corria o ano de 1946, quando começaram as primeiras reuniões com vista à formação dos Bombeiros de Almeirim.
Em primeiro lugar, constituiu-se uma Comissão de quem faziam parte:

O Tenente Francisco de Freitas Moura, Luís Vasconcelos Dias e Deodato da Mota Cerveira, isto acontece em 1946 e na altura a Corporação seria Municipal, porque o Tenente Moura era Administrador do Concelho de Almeirim.

Esta Comissão reuniu durante dois anos sem que tivesse conseguido organizar a Corporação, até que em 1948, numa reunião realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, foi resolvido formar uma Direcção para proceder à organização e formalização de uma Associação de Bombeiros Voluntários que ficou assim constituída:

Presidente da Direcção – Adelino Novais Branco;

Vice- Presidente – Francisco de Freitas Moura;
1º Secretário – Rogério Mota Sayanda;
2º Secretário – Ulisses Pina Ferreira;
Tesoureiro – Luís Vasconcelos Dias;
Vogal – Deodato da Mota Cerveira;
Vogal – Diamantino Pereira de Almeida.

Foi esta Direcção que formalizou a Associação e o seu primeiro acto foi começar com as obras de recuperação da antiga central eléctrica, cedida pela Câmara Municipal, hoje Posto de Turismo da cidade.

Foram os próprios bombeiros que depois de um dia de trabalho, se empenharam voluntariamente aos serões na adaptação das instalações para Quartel,
alguns deles com acção preponderante:

Francisco Luzia, José Marmelo, António Fonseca, Inácio, Manuel Almeida, Teodoro Alcobia, Chefe Almeida.

O segundo acto e arranque propriamente dito para a formação do Corpo de Bombeiros, foi a compra a Manuel Teixeira de um chassi em segunda mão por 45.000$00, para ser carroçado em Pronto-Socorro.
A sua montagem foi efectuada numa oficina em Vila Nova de Gaia pela firma J.A.Paredes Sucessores, Lda e custou 130.000$00.
A ausência de verbas para colmatar estas despesas levou à angariação de fundos junto da população, através de peditórios, venda de capacetes em miniatura, bailes e outras festas.

“Manuel dos Santos o primeiro Comandante da Corporação”

Depois de Manuel dos Santos ter sido o primeiro Comandante da Corporação, José João Pires foi o segundo.

José João Pires foi o segundo Comandante da Corporação

O quartel da Associação dos Bombeiros Voluntários de Almeirim, foi inaugurado em 3 de Junho de 1951, pelo Governador Civil de Santarém, com a presença de um representante do Inspector de Incêndios da Zona Sul, além de outras entidades oficiais.
Elementos das corporações de bombeiros de Santarém, Alpiarça, que formaram em conjunto com Almeirim, a Guarda de Honra, e muita população.

Após a inauguração do quartel e do baptismo do pronto-socorro, realizou-se um simulacro de incêndio no edifício cedido para o efeito, propriedade de Gonçalves Isabelinha localizado, em frente da Câmara Municipal.

Maria do Rosário Cantante Mota, filha do Dr. Cantante Mota foi a madrinha do pronto-socorro, oferecendo naquele mesmo dia aos Bombeiros 25.000$00.

No final do exercício, seguiu-se um almoço de confraternização no salão nobre do Grémio da Lavoura.

Ausente no dia da inauguração, três semanas depois, a nova Corporação de Bombeiros de Almeirim, recebeu a visita do Inspector de Incêndios da Zona Sul, Major Viana. Recebido no limite do Concelho pelo Presidente da Câmara Municipal de Almeirim, Direcção da Associação e outras entidades, foi-lhe prestada, à chegada ao Quartel, uma Guarda de Honra pelos Bombeiros de Almeirim e por uma secção dos Voluntários de Santarém.

Depois da visita às instalações, seguiu-se um simulacro de incêndio num dos edifícios Rua Manuel de Andrade.

.