400 detenções e 9728 infrações em operação semanal da GNR

A Guarda Nacional Republicana (GNR) organizou uma operação por todo o país com o objetivo de combater a criminalidade e a sinistralidade rodoviária.

A iniciativa, intitulada de “Atividade operacional das últimas 12 horas” decorreu entre os dias 14 e 20 de agosto e registou dados em três subgrupos: detenções, apreensões e trânsito.

O comunicado da GNR conclui que em Portugal foram detidas 400 pessoas onde destacam que 176 pessoas foram detidas por condução sob o efeito de álcool, 96 por condução sem carta de condução, 35 por tráfico de estupefacientes, 12 por furto, cinco por posse ilegal de armas, quatro por violência doméstica e dois por possuírem armas proibidas.

A GNR também apreendeu 665 plantas de cannabis, 6.607 doses de liamba, 1.966 doses de heroína, 379 doses de haxixe, 242 doses de cocaína, 16 doses de óleo de cannabis, 18 armas de fogo, 17 armas brancas e/ou proibidas de usar de acordo com a lei, nove veículos e 660 euros em notas.

De 9.728 infrações no trânsito, a GNR destacou que 4.594 foram fiscalizadas por excesso de velocidade, 451 por terem anomalias na iluminação e sinalização nos veículos, 330 com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, 327 por falta da inspeção periódica obrigatória, 310 por falta e/ou incorreta utilização do cinto de segurança ou sistema de retenção para os menores de idade, 306 fiscalizações relativas a tacógrafos, 274 pelo uso de telemóvel durante a condução e 232 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório. 

Mariana Cortez

.