Não há soluções, há caminhos: 27 de agosto

Olhando para a sociedade dos nossos dias dá vontade de pensar quantas pessoas têm no seu programa de vida e na sua escala de valores a fidelidade. Há muita gente fiel ao seu clube e ao seu jornal, mas à mulher (ou ao marido) e à própria palavra… Enfim, isso já depende da sorte, do sentimento e da ocasião. Ora a fidelidade só se mantém quando o sentimento se transforma em compromisso.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.