Infraestruturas de Portugal dão nega a Almeirim

“Uma pessoa com 72 anos morreu na sequência de uma colisão frontal no dia 22 julho, na Azeitada. A vítima mortal conduzia a viatura ligeira
que embateu no camião”. Esta noticia levou a que a Câmara Municipal de Almeirim enviasse para a Infraestruturas de Portugal mais um pedido para colocação de semáforos com regulador de velocidade na Azeitada. O Jornal O ALMEIRINENSE sabe que a Câmara de Almeirim já viu dois pedidos, para o mesmo local, serem rejeitados.

A autarquia acredita que a colocação deste equipamento irá minimizar os problemas que têm acontecido nos últimos anos na zona da Azeitada. Nesta zona, têm acontecido dezenas de acidentes muito violentos, com feridos muito graves e vários mortos.

A empresa considera que, mesmo a Câmara suportando esta despesa, o equipamento não tem justificação para aquela zona. A Infraestruturas de Portugal é a empresa pública que resulta da fusão entre a Rede Ferroviária Nacional – REFER, E.P.E. (REFER, E.P.E.) e a EP – Estradas de Portugal, SA (EP, SA) através da qual a REFER, E.P.E., incorpora, por fusão, a EP, SA, e é transformada em sociedade anónima, passando a denominar-se Infraestruturas de Portugal, SA (IP, SA).

A fusão foi consagrada no dia 1 de junho de 2015. Se foi rejeitado o pedido
na Azeitada, o mesmo não aconteceu para uma solicitação feita para junto do antigo restaurante “2000”. Aí, tal como nas entradas e saídas da freguesia, vai ser colocada uma passadeira com semáforo. O custo do equipamento ronda os 10 mil euros e será suportado pela autarquia.

.