Esclarecimento: Para DGS o concelho de Almeirim está em risco elevado

De acordo com os dados revelados esta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS), o Concelho de Almeirim está em risco elevado com uma incidência de 306 casos por cada 100 mil habitantes.

Nas últimas horas surgiram algumas dúvidas porque o boletim diário do Presidente da autarquia fala numa taxa de incidência nos últimos 14 dias é de 222 por 100 mil habitantes.

Aqui os leitores de O ALMEIRINENSE podem ter acesso ao boletim da DGS onde está escrito que Almeirim está em risco elevado.

https://www.dgs.pt/em-destaque/relatorio-de-situacao-n-364–01032021.aspx

Importa esclarecer que o boletim de Pedro Ribeiro reflete a incidência mais atualizada mas se não existisse um confinamento total e se as medidas dependessem da incidência, os dados da DGS é que importavam. Aliás no passado já foram apresentados valores de incidência mais baixos e Almeirim teve medidas mais apertadas.

A Direção-Geral da Saúde divulga, desde dia 16 de novembro, o mapa de incidência cumulativa de infeção por município. O indicador corresponde ao número de novos casos nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes.

Este é um dos três critérios adotados pelo Governo português na avaliação de risco de infeção de cada concelho. Foram definidos quatro níveis de risco: moderado, elevado, muito elevado e extremamente elevado.

Os níveis diferem em número de incidência. Municípios com incidência inferior a 240 casos por 100 mil habitantes integram a lista de risco moderado.

Na lista de risco elevado entram os concelhos com uma incidência entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes. Segue-se o risco muito elevado, entre 480 e 960.

No nível máximo de risco – extremamente elevado – estão os concelhos com mais de 960 casos por 100 mil habitantes.

.