Pandemia!

Assiste-se a um decréscimo consolidado do número de incidências com a Covid-19, com tendência para continuar nas próximas semanas. É claro que uma das formas mais eficazes de combate à pandemia é avançar rapidamente com o processo de vacinação, envolvendo todos os portugueses. O grande obstáculo está nas farmacêuticas que falharam o compromisso de entrega de determinado número de vacinas acordado.

Apesar da descida sustentada do número de incidências e a perspetiva da sua continuação no futuro imediato, o PR e o Governo preparam-se para manter o atual confinamento até final do mês de Março, o que se afigura inaceitável porque despreza todas as consequências no plano económico, social e também de saúde, em geral, dos portugueses.

“É fundamental garantir o salário a 100% aos pais das crianças até aos 16 anos que têm de ficar confinadas em casa (…)”

O que o País precisa é de reforçar a proteção individual, fazer a pedagogia da proteção, reforçar o SNS em profissionais e meios técnicos. O que o País precisa é de dinamizar a atividade económica, garantir todas as condições de segurança sanitária aos trabalhadores, nos locais de trabalho e transportes, apoiar a atividade cultural e desportiva, e simultaneamente, garantir a proteção social a todos aqueles que viram os seus rendimentos afetados.

É fundamental garantir o salário a 100% aos pais das crianças até aos 16 anos que têm de ficar confinadas em casa devido ao encerramento das escolas.

José Coutinho Lopes
CDU Almeirim

Artigo de opinião publicado na edição impressa de 15 de fevereiro de 2021

.