Nevoeiro

Nada muda, apesar dos tempos que vivemos, as atitudes mantem-se imaculadamente iguais. Os métodos esses, em nada se alteraram, sejam eles através de “mega-obras”, eventos e algumas atividades, em que alguns nada de mais ou de melhor trazem ao Concelho, a não ser, gastar dinheiro dos nossos impostos. O controlo das associações por colocação de subordinados, e/ou por dependência de verbas, esse continua imaculadamente igual ou mais grave.

“(…) manter os erros e preparar para o seu próprio futuro (…)”

No entanto, continuamos com obras inacabadas, algumas com mais de uma década! Pior que essas obras estarem
inacabadas, transtornos causados, custos à população, é essa mesma população ir votar nos mesmos, eleição após eleição. Fazendo lembrar o ditado, “quanto mais bates, mais eu gosto de ti!”. Mas fiquem descansados, pois as eleições estão para breve! Iremos assim ver ruas, estradas, caminhos e passeios que estão há anos a aguardar reparações, a serem intervencionadas, infraestruturas reabilitadas, nem que seja para “inglês ver”.

Continuamos com um executivo a pavonear-se com os seus deveres, como se fosse algo que ninguém conseguisse fazer. Porém, em alguns casos até são. Como delapidar edifícios históricos, sejam eles pelas próprias mãos, seja, autorizando os mesmos. Dar mais condições a alguns, em detrimento da população no seu todo, tanto no presente como no Futuro.
Depois é manter os erros e preparar o seu próprio futuro, como manter empresas intermunicipais que prejudicam a população, bem como garantir lugares, nem que seja em conselhos consultivos.

João Vinagre
CDS Almeirim

Artigo de opinião publicado na edição impressa de 1 de março de 2021

.