Portugueses compram mais telemóveis impulsionando crescimento do mercado

Todos os anos, principalmente em dezembro, a quantidade de pessoas comprando telemóveis aumenta. As empresas criam novos modelos, as necessidades se modificam e as pessoas querem ter acesso às novas tecnologias, esses são apenas alguns dos motivos que levam os usuários a trocarem seus modelos por um novo.
O uso dos telemóveis mudou bastante desde a sua invenção até os dias atuais. Hoje, é possível pagar contas bancárias, jogar no https://icecasino.com/pt/cassino-ao-vivo e até mesmo alugar uma casa através dos aplicativos oferecidos dentro de um aparelho.
Essa facilidade também trouxe outras necessidades para os usuários. Um exemplo são as pessoas que desejam trocar de dispositivo apenas para conseguir ter acesso à uma câmera melhor. A alguns anos essa troca não seria tão comum e a necessidade de uma nova experiência apenas pela câmera talvez não fosse justificável mas hoje, com o avanço das
redes sociais, ter uma boa câmera faz toda a diferença, assim como ter mais espaço na memória do aparelho para trabalhar ou para se divertir.
A vantagem de alguns consumidores é que muitas operadoras de telefonia oferecem essa troca por preços bem baixos, permitindo que usuários consigam trocar seus aparelhos em um período curto, como de um em um ano ou de dois em dois anos.
Apesar de parecer um tempo curto para muitas pessoas, um telemóvel pode mudar bastante de uma versão para outra. Além da câmera, o tempo de vida útil da bateria, o tipo de armazenamento da memória entre tantos outros recursos podem fazer com que essa troca valha a pena.

Como saber se está na hora de trocar seu aparelho

O telemóvel nos dias atuais é quase que uma extensão do nosso corpo, por isso, muitas
vezes ficamos apegados ao aparelho. Além disso, o custo para comprar um novo
dispositivo caso não haja auxílio da operadora de telefonia pode ser bem alto, mas, ainda
sim, as vezes é preciso entender que chegou o momento de trocar de aparelho.
Alguns dos principais sinais para começar a pensar em trocar de aparelho são:

  1. Bateria que não dura: O telemóvel é um item extremamente importante e um telemóvel que não consegue manter a bateria por muito tempo pode trazer muitos problemas e dores de cabeça. Andar com uma bateria portátil e com o carregador pode ser uma solução, mas ainda sim não é o ideal e a falha constante na bateria pode levar a danos em outras componentes do aparelho.
  2. Aplicativos que não atualizam: Os aplicativos são constantemente atualizados para trazer novos recursos e também consertar bugs. Muitas dessas atualizações deixam de funcionar em versões mais antigas dos sistemas operacionais, o que pode ser um grande problema, principalmente se os aplicativos que não atualizam
    são essenciais para o usuário. Infelizmente, esse caso só pode ser resolvido com a troca de aparelho já que se o próprio sistema operacional não disponibiliza mais uma versão para o dispositivo, não há nada que possa ser feito.
  3. Memória insuficiente: A memória do telemóvel é necessária para fazer atualizações e manter dados e arquivos. Se um aparelho não possui memória, pode ser muito difícil conseguir utilizá-lo. Em alguns casos, o aparelho irá travar constantemente, em outros, não será possível nem abrir alguns aplicativos.
    A solução mais simples nesse caso é fazer uma limpa no dispositivo, tirando fotos e vídeos que não estão mais sendo necessários ou transferindo esses dados para um pen drive ou outro aparelho. Outra alternativa é adicionar cartões de memória, que são permitidos em alguns tipos de aparelhos. Mas, caso ainda sim a memória esteja
    cheia, talvez seja o momento de mudar de telemóvel para uma versão com uma memória maior.

Escolhendo um novo telemóvel
Escolher um novo telemóvel pode ser uma tarefa complicada mas com alguns passos essa escolha pode ficar mais simples:

Escolher um novo telemóvel pode ser uma tarefa complicada mas com alguns passos essa
escolha pode ficar mais simples:

  1. O primeiro passo é criar um orçamento para a troca. Existem diversos aparelhos no mercado e o orçamento provavelmente será um dos pontos-chave para a compra;
  2. O segundo passo é escolher o sistema operacional. Nos dias atuais é bem mais simples fazer a mudança do sistema já que a maioria deles possui algum tipo de integração, facilitando os envios de dados, listas de contato, etc;
  3. Agora é preciso escolher a memória necessária do aparelho. Esse passo é quase tão fundamental quanto o orçamento pois quanto maior a memória disponível, mais o valor do dispositivo aumentará.
    Com essas informações já é possível ter um leque básico dos aparelhos disponíveis. Agora é momento de comparar os recursos como câmera, interatividade, tamanho, etc. Também chega o momento de decidir se vale a pena escolher um aparelho usado ou se um novo é realmente mais vantajoso.