Ensino: (Agora) livros já não são para devolver

No cumprimento de orientações da DGEstE, face à aprovação pela Assembleia da República, em reunião plenária, da medida de suspensão do circuito de reutilização dos manuais escolares, no contexto da aprovação em votação final do Orçamento de Estado suplementar, está confirmado que para já não é necessário entregar os manuais na escola, só os computadores e pen´s que foram emprestadas.

“No caso do AE de Fazendas de Almeirim, uma vez que já iniciámos a recolha dos manuais, teremos que planear a devolução dos manuais já recebidos, faseadamente, até data anterior ao início das atividades letivas de 2020/2021. No entanto, caso as famílias que já entregaram os manuais assim o entendam, poderão deixar os manuais à guarda do agrupamento até ao início do próximo ano letivo, a fim de que possam ser posteriormente utilizados, pelos seus educandos, nas semanas de recuperação. Brevemente entraremos em contacto com as famílias que já entregaram os manuais para apresentar as hipóteses possíveis e combinar procedimentos”, esclarece o Agrupamento de Fazendas de Almeirim.

O Agrupamento de Almeirim diz que “os alunos das turmas que, durante a presente semana, entregaram os manuais escolares (todas as turmas de 5.º ano e o 6.ºA) poderão dirigir-se à EB Febo Moniz para levantarem de novo os seus livros (na próxima semana, vão preferencialmente no mesmo dia da semana que tinham estipulado para a entrega) ou, caso pretendam, poderão levantá-los a quando do início do ano escolar.”

.