Covid-19 coloca Universidades Seniores em risco

A Rede de Universidades Seniores (RUTIS) situada no concelho de Almeirim admitiu que a pandemia causada pelo Covid-19 deixou as Universidades Seniores de todo o país em crise. “A maioria das universidades deixaram de cobrar mensalidades aos seus alunos quando o confinamento começou em março”, salienta a mesma fonte.

O comunicado divulgado pela RUTIS esta quarta-feira, dia 15 de julho, sobre a crise da Covid-19 afirma que 71% das Universidades Seniores continuaram a dar aulas através de plataformas digitais como FacebookZoom e por Whatsapp. Os objetivos da utilização destas ferramentas para dar aulas foi “manter a proximidade com os alunos e manter os seniores ativos”. A mesma fonte afirma que criou um site próprio da RUTIS que contou com mais de 1000 inscrições.

Sobre o próximo ano letivo, a RUTIS admite que 57% das universidades vão reabrir e vão respeitar as normas dirigidas pela Direção-Geral da Saúde, 30% não sabe se vai reabrir e 13% das universidades vão continuar de portas fechadas por falta de dinheiro ou por receio de poder infetar os alunos.

A associação admite que a escolha de dar aulas online aos alunos seniores “é uma mais-valia para a sua qualidade de vida” e salienta também que “algumas Universidades Seniores correm o risco de não conseguirem reabrir devido à quebra de receitas que tiverem nestes meses.”

Mariana Cortez

.