Bombeiros

Para quem me conhece sabe que este é um tema que me diz muito, apesar de não ser a minha área de estudo, é a minha área profissional há 9 anos. E com o que temos assistido ultimamente, apesar de já ter prometido a mim mesmo que não iria escrever mais sobre este tema, vou ter que quebrar esta ideia e voltar a escrever sobre este tema.

Todos os anos assistimos a incêndios florestais de grandes dimensões, sempre com os bombeiros na linha da frente, como é normal em quase tudo de mal acontece no nosso país, ou seja, sempre que acontece algo errado, lá estão os bombeiros na linha da frente.

O que, com isto, nos leva a ter que fazer uma reflexão, será que os bombeiros não precisam de uma grande reforma, onde conseguissem de uma vez por todas ser todos iguais, com salários iguais, com reformas e direitos iguais?

Sim, claro que precisam.

Apesar de ser insustentável os bombeiros portugueses serem 100% profissionais, temos que ter o maior número de profissionalização possível no setor. Mas, com isto, também temos que ter limites, limites nas horas feitas consecutivamente, sim, apesar de serem considerados “heróis sem capa” não são de ferro. E por vezes, estarem dias e dias seguidos a trabalhar não é exequível o que pode levar a que alguns acidentes aconteçam.

Os bombeiros têm que ser respeitados para o nosso bem, por ti, por mim, por nós.

Joaquim Gomes
Partido Socialista

.