Não há soluções, há caminhos: 6 de novembro

Não se acende uma luz para a tapar! Não se acende uma luz para olhar para ela, mas para iluminar as outras coisas, para ver o caminho. Não se trata só de não ser contraditório. Trata-se de que eu posso ser luz! Não sei, nem digo o que sei, para que olhem para mim, mas para ajudar outros a que vejam o seu caminho.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.