Correios

9 de Outubro é o dia mundial dos Correios, assinalado pelos CTT com diversas iniciativas, marcadas pelo início da celebração dos 500 anos dos Correios em Portugal cujo aniversário se comemorará dia 6 de Novembro.

Teria sido um dia propício para relembrar o papel imprescindível dos Correios para o desenvolvimento harmonioso do nosso País e a sua importância para a vida dos cidadãos e das diversas entidades públicas e
privadas.

Mas não. A administração preferiu falar nas pretensas dificuldades de financiamento do Serviço Universal, dando a entender que, nas negociações do novo Contrato de Concessão (o actual termina em 31/12/2020), pretende que o Estado entre com os milhões que lhe permitam continuar
a encher os bolsos dos accionistas.

Entretanto, a qualidade do serviço continua nas ruas da amargura sem que a administração dê mostras de grande preocupação com a acumulação de reclamações pelos atrasos, demora no atendimento, extravios,
etc.

Os partidos que dão corpo à CDU, o PCP e Os Verdes, têm projectos para que a recuperação do controlo público dos CTT seja uma realidade. Seria uma linda forma de assinalar o 500 aniversário dos Correios se, no dia 6 de novembro, o Governo nos presenteasse com a renacionalização dos CTT.

Criaria, assim, as condições para a prestação de um serviço à medida das necessidades do País e das populações.

João Fernandes
CDU Almeirim

Artigo de opinião publicado na edição impressa de 15 de outubro de 2020

.