Risco de Incêndio aumenta nas próximas 72 horas

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) alerta, durante as próximas 72 horas, para o agravamento das condições favoráveis de ocorrência de incêndios, devido ao tempo quente e seco, afirmam em comunicado de imprensa,.

De salientar que entre o período crítico (1 de julho a 30 de setembro) é proibido: realizar queimadas sem autorização; fazer queimas de amontoados sem autorização prévia; utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural (exceto em zonas críticas e em locais autorizados); fumar ou realizar qualquer tipo de lume nos espaços florestais; lançar balões de mecha acesa e foguetes; fumigar ou desinfestar apiários (exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas); e a utilização de motorroçadoras (exceto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores nos dias de risco máximo (evite o uso de grades de discos).

É obrigatória a utilização de um dispositivo de retenção de faíscas e tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa, nos veículos de transporte pesados, e um ou dois extintores de seis Kg (se o peso máximo for inferior ou superior a dez toneladas).

Os incêndios podem vir a acontecer devido aos seguintes fatores: subida da temperatura máxima; humidade relativa do ar com valores baixos, sem recuperação noturna; vento intenso nas terras altas, soprando até forte; e condições meteorológicas propícias a este incidente.

João Nogueira

Leave a Reply

Your email address will not be published.