Pedro Ribeiro confia em avanço de projeto de cenouras bebé

Pedro Ribeiro, presidente da Câmara Municipal de Almeirim, admitiu não ter recebido indicações do anulamento do investimento onde foi proposto um projeto de produção e exportação de cenouras bebés em Almeirim no valor de 50 milhões de euros.

O autarca acredita que o projeto vai avançar, mesmo com a perda dos incentivos financeiros por parte do Estado: “Uma coisa são os incentivos, outra coisa é o projeto e não tenho nenhuma indicação de que este não avance, mesmo sem os incentivos”, referiu o presidente da autarquia à Agência Lusa, referindo o agendamento com o promotor que vai decorrer na próxima semana.

Segundo a Lusa, Pedro Ribeiro afirmou que “não existe qualquer problema com os licenciamentos camarários e que os atrasos na concretização do investimento decorreram da situação da pandemia da Covid-19.”

No Despacho publicado esta terça-feira, dia 20 de julho, no Diário da República, é referido que a “52-FRESH não apresentou, até hoje, nenhuma despesa relacionada com a construção e equipamento da unidade industrial, tendo apenas submetido para alegadamente comprovar o início do projeto uma fatura, no valor de cerca de 30 000 (euro), relativa à encomenda de uma maqueta da linha de produção projetada.”

A 52-FRESH não cumpriu a realização do projeto “nos termos, prazos e condições contratualmente definidos, estabelecida na cláusula terceira do Contrato e na alínea a) do nº1 do artigo 24º do Decreto-Lei nº159/2014, de 27 de outubro, aplicável por força do artigo 12º do RECI”, refere o mesmo Despacho.

O projeto das cenouras bebé, que iria criar 183 postos de trabalho, onde 42 equivalem a postos de trabalhos qualificados, deveria estar realizado até ao dia 31 de dezembro de 2020.

Leave a Reply

Your email address will not be published.