Não há soluções, há caminhos: 6 abril

Aceitar e resignar-se. Vejo por aí muita gente resignada, que baixa os braços e pensa que já nada há a fazer, que já não vale a pena colaborar nem opôr-se, está tudo perdido. Aceitar é outra coisa. É agarrar na realidade, por pior que seja, e crescer com ela. É tentar transformá-la, sem se lamentar. É lutar com o que se tem e com o que se é.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.