Covid-19: Almeirinenses têm que assinalar Passagem de Ano em casa

Está aprovado o novo Estado de emergência aprovado, mas no Natal mantém-se com medidas mais leves.

Para o Ano Novo há medidas mais restritivas e há recolher obrigatório a partir das 23h de 31 de dezembro e a partir das 13h nos dias 1, 2 e 2 de janeiro. Esta medida implica também que a restuaração feche as 13h nos dias 1, 2 e 3 janeiro.

António Costa reconhece que no Natal, com a reunião das famílias, vai haver um aumento do número das infeções.

“Ninguém confunde o Natal e o Ano Novo e, como o Presidente da República sublinhou hoje, as medidas são feitas com base em confiança nos portugueses. A evolução demonstra que temos de continuar a reduzir o número de novos casos por semana, manter o que acordámos com os portugueses relativamente ao Natal. As medidas para o Ano Novo já eram mais restritas e aquilo que sentimos é que logo a seguir ao Natal é preciso fazer um grande esforço de contenção”, explica o primeiro-ministro.

O governante quer que o novo ano seja celebrado “entre o segundo e o terceiro trimestre”.

.