Não há soluções, há caminhos: 20 de dezembro

É tempo de luzes, de corridas nas lojas e de prendas. Que qualidade de vida é esta? Dar presentes ou ser presente? Não valeria mais a pena estar presente, dar atenção, dar tempo, dar ouvidos, dar oportunidades, dar-se? Vamos dar a nós mesmos um espaço para reflectirmos e para nos alegrarmos? Ou vamos ter mais um Natal de consumo, sem sumo nenhum?
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.