Os Tigres

Segundo notícias veiculadas na imprensa, O Hóquei Clube “Os Tigres” não estaria a preparar a próxima época em seniores, e a comissão administrativa que está a gerir o clube iria acabar com este escalão se não aparecerem sócios interessados em assumir a Direção. O Município de Almeirim paga cerca de 800 mil euros por ano (7,4% das despesas totais) para apoios a instituições sem fins lucrativos. Os Tigres não têm sido exceção e recebem cerca de 60 mil euros/ano em subsídios.

O Município tem usufruído de publicidade gratuita e notoriedade pela presença da equipa na primeira divisão. Sem falar no ganho económico para o Concelho pela presença de adeptos de outros clubes que se deslocam para assistir aos jogos e acabam por fazer alguns gastos aqui.

“O hóquei é uma modalidade com implantação no Concelho e a nível nacional que atrai pessoas para assistirem à mesma”

Poucas modalidades disponíveis na oferta desportiva do Concelho conseguem ter tanto impacto como o hóquei. O futebol é, sem dúvida, a modalidade rainha em Portugal, mas é uma modalidade muito cara para que se consiga ter um clube do Concelho numa liga Nacional com o destaque do hóquei. O hóquei é uma modalidade com implantação no Concelho e a nível Nacional que atrai pessoas para assistirem à mesma.

O Município, os sócios e a Direção deveriam alinhar esforços para reforçar o clube e não reduzi-lo, até porque se se quiser reiniciar o escalão sénior, vai custar mais do que se este nunca acabar. Veja-se o exemplo de clubes históricos do futebol que tiveram de reiniciar a sua escalada pela modalidade como se nunca tivessem existido.

João Lopes
PSD Almeirim

Artigo de opinião publicado na edição impressa de 1 de junho de 2021

Leave a Reply

Your email address will not be published.