41 detenções e 650 infrações em operação “Atividade Operacional das últimas 12 horas” da GNR

A Guarda Nacional Republicana (GNR) organizou uma operação por todo o país com o objetivo de prevenir e combater os crimes de maior violência e a fiscalização rodoviária.

A iniciativa, intitulada de “Atividade operacional das últimas 12 horas” decorreu entre as 20 horas da noite de sábado, oito de agosto, e as oito horas da manhã de domingo, dia nove de agosto e registou dados em 4 subgrupos: detenções, apreensões, trânsito e sinistralidade.

O comunicado da GNR conclui que em Portugal foram detidas 41 pessoas onde destaca que 25 pessoas foram detidas por condução sob o efeito de álcool, dez por condução sem carta de condução, quatro por resistir à polícia e coação, um por desobediência e um por tráfico de estupefacientes. A GNR também apreendeu 29 doses de haxixe e duas doses de cannabis.

De 650 infrações no trânsito, a GNR destacou que 176 foram fiscalizadas por excesso de velocidade, 58 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido na lei, 32 por falta de inspeções obrigatórias periódicas, 23 por falta de sinalização e iluminação, 22 pela falta e/ou incorreta utilização do cinto de segurança ou sistema obrigatório de retenção para os menores de idade, 18 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório, 16 por infrações relativas a tacógrafos e 14 pelo uso do telemóvel durante a condução.

A GNR também registou um total de 32 acidentes, onde destacou 12 indivíduos com ferimentos ligeiros. 

Mariana Cortez

.