Covid-19: Alunos do concelho com menos frio durante as aulas

Nos últimos dias surgiram vários relatos de alunos com muito frio nas salas de aulas de todos o país, e os alunos de Almeirim não foram excepção. Agora, regras mais claras e que minimizam os impactos.

O arejamento das salas de aula pode ser “realizado de forma natural durante os intervalos” durante estes dias mais frios, informaram o Ministério da Educação e a Direcção-Geral da Saúde (DGS) num comunicado enviado às redacções nesta sexta-feira. Assim, é garantida a renovação e ventilação do ar interior sem ser precisa a circulação de ar frio enquanto os alunos estão na sala de aula. Face às baixas temperaturas que se fazem sentir há já alguns dias, encarregados de educação têm alertado para o frio que crianças e professores têm passado nas escolas, dificultando a concentração e a capacidade para aprender e ensinar, dada a necessidade de ter janelas e portas abertas para garantir uma maior circulação e renovação do ar — tentando que o vírus não se propague.

Numa orientação enviada em Julho, a DGS recomendava os profissionais da escola a manter “as janelas e portas abertas, de modo a permitir uma melhor circulação do ar” – isto “sempre que possível, e que tal não comprometa a segurança das crianças e dos alunos”. É essa recomendação que a DGS vem agora clarificar: reservar o arejamento das salas, nestes dias mais frios, para os períodos de intervalo, poupando assim professores e estudantes ao frio.

Com O Público

.