Cinco detidos e nove pessoas identificadas no distrito de Santarém em operação da GNR

A Guarda Nacional Republicana (GNR) intensificou, desde o dia 1 de junho até 31 de dezembro de 2020, o patrulhamento em explorações agrícolas com o objetivo de, segundo o comunicado da GNR, “prevenir a criminalidade em geral e os furtos em particular, bem como possíveis situações de tráfico de seres humanos”.

Segundo a GNR, das 2.986 ações de informação e sensibilização a 8.494 pessoas em comunidades rurais, 927 ações foram feitas no distrito de Santarém e que chegaram a 2.411 pessoas, “especialmente dos agricultores”, onde a GNR abordou sobre medidas de prevenção e proteção contra furtos, em particular conta o furto de cortiça ou outros produtos agrícolas, cobre e outros metais não-preciosos.

Das 50 detenções feitas pelo país, cinco foram feitas do distrito de Santarém e de 184 pessoas identificadas por crimes de furto em explorações agrícolas, nove foram no distrito de Santarém. Em Santarém, foram apreendidos 470 quilos de cortiça e 2.158 quilos de pinha mansa. 

.