Coronavírus: Proteção Civil reúne e toma várias medidas apesar de análises negativas no concelho

Todos os membros da proteção civil estiveram reunidos esta sexta-feira, dia 13 de março, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Almeirim.

O jornal O ALMEIRINENSE sabe que a Delegada de Saúde prestou todos os esclarecimentos, esclarecendo que há apenas um caso positivo, o homem com cerca de 50 anos, residente no concelho de Almeirim, e funcionário da empresa Dacsa-Atlantic de Coruche. O homem continua  internado em Lisboa no Hospital Curry Cabral.

A descendente e a esposa estão de quarentena há uma semana e assim vão continuar mesmo tendo dado negativo nas análises que já fizeram.


Nesta reunião foi ainda solicitado à GNR para que fizesse cumprir as medidas de distanciamento social. As autoridades podem fazer uso de altifalantes para fazer cumprir estas medidas.

Mesmo não existindo proibição do uso dos espaços públicos, a autarquia pede que se tenha em atenção as concentrações em espaços abertos, nomeadamente em jardins ou parques infantis e que depois de os usar e antes de chegar a casa as pessoas façam a desinfecção que é aconselhada.

Houve um apelo muito forte à responsabilidade das pessoas para o cumprimento das recomendações da Direção Geral de Saúde.
No caso de alguns serviços ficou determinado que os serviços da autarquia devem ser feitos por telefone ou email.

Da reunião da Proteção Civil saiu o repetido apelo para não ir aos Centros de Saúde e que as consultas de rotina estão a ser desmarcadas. Paço dos Negros vai ter atendimento mas apenas uma vez por semana.
O Mercado Municipal vai continuar aberto, mas pede-se que, como é feito nos supermercados, se cumpram as distâncias.

O TUA continua em serviço com medidas reforçadas de higienização reforçadas e limitadas a 10 pessoas dentro do autocarro. Há um apelo para que se use o TUA em casos de necessidade.

Está ainda a ser criado um grupo de voluntários, com base no apoio dos escuteiros, para que se possa ter pessoas prontas a ajudar os outros. Neste caso concreto: alguém que está em casa e não pode sair por estar em quarentena ou outra razão e precisa de ajuda na rua. Este grupo de voluntários dará apoio a estas pessoas.

.