Alerta vermelho prolonga apoio de militares na prevenção de incêndios

A Marinha e o Exército empenham hoje, 42 militares distribuídos em 14 patrulhas (2 da Marinha e 12 do Exército), em ações de patrulhamento dissuasor, em 7 distritos de Portugal Continental( Braga, Castelo Branco, Évora, Guarda, Portalegre, Porto, Santarém) por forma a minimizar o risco de incêndios florestais.

A Força Aérea empenha uma aeronave P-3C CUP+, com uma tripulação de 10 militares, entre hoje e amanhã, para a realização de ações de patrulhamento e fiscalização no âmbito da prevenção de incêndios florestais.

Os voos irão ter especial especial incidência nos locais sinalizados como de risco muito elevado de incêndio.

Estes empenhamentos resultam de um pedido da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e da Guarda Nacional Republicana ao Estado-Maior-General das Forças Armadas(EMGFA).

O EMGFA, através dos seus oficiais de ligação aos Comandos Distritais de Operações de Socorro, mantém o acompanhamento, em permanência, do evoluir da situação operacional

.