Almeirim candidata a “Escola Amiga da Criança”

O projeto “Escola Amiga da Criança” da Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP) recebeu candidaturas de 976 de escolas em todo o país, onde 126 são do distrito de Santarém.

De acordo com Rita Braga, da UP Partner, das 126 escolas pertencentes ao distrito de Santarém, também estão presentes escolas do concelho de Almeirim. A Escola Básica de Paço dos Negros, a Escola EB 1 Moinho de Vento, a Escola EB 2/3 Febo Moniz, o Centro Escolar de Fazendas de Almeirim e os Jardins-de-Infância de Benfica do Ribatejo e de Raposa são 6 das 23 escolas do concelho de Almeirim que se candidataram ao projeto.

A iniciativa procura projetos em nas categorias de alimentação e estilos de vida saudável, saúde, sustentabilidade, espaço escolar, digital, envolvimento da família e cidadania, inclusão, flexibilidade e atividades. O vencedor da edição vai ganhar 5.000 euros em livros da editora LeYa e 6000 euros em equipamento para a escola. Para os vencedores de cada uma das categorias, vão ganhar 500 euros em livros da mesma editora para as bibliotecas escolares e um cheque-oferta de 1000 euros nas lojas Note!.

Sobre o projeto, Rita Braga admite que a “Escola Amiga da Criança é uma iniciativa que reconhece, partilha e estimula projetos educativos que criam, colocam em prática e partilham boas ideias para o desenvolvimento mais feliz da criança no espaço social”. Também admite que o objetivo desta 3ªedição do projeto é “estimular as comunidades educativas e a sociedade em geral a olharem de forma renovada e inspirada para os aspetos primordiais do desenvolvimento dos alunos”. Com um total de 3802 projetos inscritos, Rita Braga admite que houve um aumento de 40,4% de inscrições de escolas e 21,3% de projetos em relação à edição anterior.

A mesma fonte admite que recentemente foi criada numa nova categoria devido à pandemia causada pela Covid-19. Intitulada de “Escola Amiga em Casa”, consiste em que “destaque as propostas criativas das escolas em relação às pontes que conseguiram estabelecer durante a quarentena, entre os seus alunos e as famílias”.

A 3ªedição da iniciativa conta com apoios da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Fundação Altice, REN, note!, Católica do Porto Business School, Sociedade Ponto Verde, Associação Mutualista Montepio, The Inventors, Fábrica Centro Ciência Viva, EKUI, Associação ACEGIS, Solfut, Maped e ANEBE com o projeto ‘Menores nem uma Gota’ em parceria com Secretaria Regional da Saúde da Região Autónoma da Madeira.

Mariana Cortez

.