Não há soluções, há caminhos: 8 de novembro

A riqueza representa um fascínio e também um grande perigo. Ser rico… para fazer grandes coisas pelos outros, claro! Quem o não quer? O que é a riqueza, sem cultura, sem respeito, sem valores? É um ornamento para deitar outros abaixo. Mas se fôssemos todos ricos, também não resolvia. Haveríamos de querer mandar para organizar a riqueza dos outros ou não ter que dar contas a ninguém. Estamos a inventar um mundo novo-rico.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.