Não há soluções, há caminhos: 25 de novembro

Era muito bom que nos soubéssemos indignar por bem. Não se trata de perder a cabeça com o disparate ou a injustiça, mas antes de não perder a força de gritar e agir contra eles. Por bem! Quando Jesus pegou no chicote às portas do Templo não queria mal aos vendilhões, mas era o único modo que o amor tinha de libertar a casa de Deus e de abrir os olhos daquelas pessoas para o seus erros e corrupção.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.