ANEPC avisa população para descidas da temperatura

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) declarou um agravamento de condições meteorológicas que vão atingir Portugal. Segundo o comunicado da ANEPC, haverá uma descida da temperatura com um desconforto térmico devido ao vento forte e precipitação forte esta sexta-feira, dia 4 de dezembro no norte e centro do país, com condições propícias para a ocorrência de trovoada e granizo.

A ANEPC salienta que os efeitos expectáveis são os seguintes:

  • Gelo, neve e formação de lençóis de água;
  • Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;
  • Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;
  • Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem;
  • Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis;
  • Danos em estruturas montadas ou suspensas;
  • Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento forte, bem como de afetação de infraestruturas associadas às redes de comunicações e energia;
  • Possíveis acidentes na orla costeira;
  • Aumento do desconforto térmico na população, devido às baixas temperaturas e do vento intenso, em especial nas noites de quinta para sexta-feira e de sexta-feira para sábado.

No concelho de Almeirim, as temperaturas para estes dias vão atingir entre os 13 e os 16 graus de máxima e entre os cinco e os 12 graus de mínima com sinais de chuva. Para tal, é importante que a população do concelho tome as medidas preventivas às condições meteorológicas.  

Segundo o comunicado, a população do concelho de Almeirim deve garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas, deve adotar uma condução defensiva, onde deve reduzir a velocidade e ter muito cuidado com a probabilidade de se formarem lençóis de água e existência de gelo nas vias e não atravessar zonas inundadas para evitar o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos ou caixas de esgoto.

A população também deve evitar circular em vias onde circulem veículos pesados articulados, veículos com reboque e veículos de tração traseira, garantir uma fixação de estruturas soltas como andaimes, placards e outras estruturas suspensas, cuidado na circulação junto a áreas com árvores e estar atento para a queda de ramos ou árvores devido ao vento forte e estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança. 

.