Culturas

A Cultura não sendo considerada uma necessidade básica do ser humano é, passe o paradoxo, essencial para a nossa condição de humanos. Um povo sem acesso à(s) Cultura(s), é um povo isolado.

Uma população não pode estar destinada a usufruir unicamente o “palco” do pequeno ecrã da sua sala de estar. Os espetáculos ao vivo, interagindo com os artistas, são sempre mais enriquecedores que o isolamento doméstico dos espetáculos televisivos. É dever de uma autarquia esforçar-se por oferecer ou apoiar espetáculos variados e de qualidade aos seus munícipes, promovendo, também assim, os valores da cidadania e do humanismo. Desde a música clássica, à comédia, à dança, à música tradicional, ao stand up… temos tido em Almeirim eventos de grande qualidade, para todos os públicos e todas as idades. Se existem espetáculos de mais fácil aceitação pela generalidade da população – porque mais perto das suas raízes culturais –, também tem sido feita, e muito bem, a aposta noutras vertentes menos comuns e, muitas vezes, só disponíveis nos grandes centros urbanos. A autarquia tem tido um papel meritório na criação de novos públicos, promovendo a descoberta de novas áreas culturais, mostrando outros mundos, abrindo novas perspetivas, aumentando “saberes”. A população tem reconhecido o esforço feito pela Câmara Municipal nesta vertente cultural, afluindo com entusiasmo à maioria dos espetáculos, provando que este é o caminho certo.

Por Gustavo Costa

.