Desabafo de uma enfermeira… Parte I

Sábado fiz 13 anos que conclui o curso de enfermagem. Passei o dia praticamente a dormir porque fiz noite, no Covidario (como agora chamamos ao isolamento por suspeita de Covid-19) e na triagem. Como disse, ontem fez 13 anos que sou enfermeira, e a minha recompensa foi ser agredida física e verbalmente por um utente que queria o tlm e estava indignado de estar fechado num isolamento!!! Só para terem uma noção, foi necessária vir a PSP para se participar a ocorrência. Estou bem, não foi nada demais não se preocupem, tenho carne rija sou ribatejana. Mas custa porra, uma pessoa tenta dar o seu melhor e no fim é premiada com 1 murro. Adiante… Acordo lá para o final do dia, silêncio… Não há ninguém em casa, há 1 semana que “despachei” quem coabita comigo, por segurança deles, claro! Ligo a TV para fazer companhia e lá vou eu para a cozinha tomar o pequeno almoço, por uma sopa a fazer e mais qualquer coisa para acompanhar as próximas refeições. Dei por mim a ver TV, falei com os meus pais e com o meu filho (gostei de os ver no tlm, constatei que são giros, mesmo fechados em casa!), com o namorido (tenho saudades tuas abelha) e os sogros e pus a conversa em dia. Quando desliguei, senti uma falta do cheiro característico de cada um deles, de os tocar, de tocar pele, sabem aquele típico toque de pele com pele. E de os abraçar… Xi… que saudades de os apertar até aos ossos. De volta ao silêncio, remeti-me à cama para tentar descansar. Ah, mas não vos contei. Sabem que agora montei o quarto na sala. Sim, o quarto na sala. Passo a explicar, habitar 1 T3 dúplex sozinha é muito para infetar e muito para desinfectar… Por isso decidi “inutilizar” o piso superior, depois de devidamente desinfectado com lixívia, e viver só em baixo. Sim tenho 1 quarto cá em baixo, mas foi transformado em sala de brincar das crianças (às vezes são 3 cá em casa) e não o quero “sujar” com o covid-19. Por isso montei na sala aquelas camas que abrem e fecham, tão a ver, a plataforma vibratória e ficou 2 em 1: quarto e ginásio. Espetáculo, poupo tempo e espaço. WC e cozinha e aquela antecâmara de desinfecção que partilhei e vive-se espetacular..

Por Verónica Fonseca – Enfermeira

.