Ministro em Almeirim para assinar acordo de 2,5 milhões

A construção das instalações para a Força Especial da Proteção Civil, em Almeirim, vão representar um investimento de 2,4 milhões de euros, sendo hoje estabelecida uma parceria nesse sentido numa cerimónia presidida pelo ministro da Administração Interna.

“As novas instalações vão potenciar a capacidade de resposta, através da operacionalização de uma nova área de comando e gestão de emergências, salas de formação, assim como de outras áreas de comando e apoio, de planeamento, administrativas e de logística”, refere a tutela em nota de imprensa.

As novas instalações vão permitir ainda reforçar a rede de infraestruturas de apoio ao Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais, permitindo o pré-posicionamento estratégico de meios técnicos e recursos diferenciados de combate.

O investimento superior a 2,4 milhões de euros vai ser financiado em 75% por fundos comunitários e em 25% da Câmara Municipal de Almeirim, no distrito de Santarém, autarquia com quem a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil estabelece hoje o protocolo.

A Força Especial de Proteção Civil tem afetos 240 elementos e intervém nas áreas do combate a incêndios rurais ou em situações como salvamentos aquáticos e resgates em montanha, análise e uso do fogo, apoio logístico, reconhecimento e avaliação da situação.

Em 2020, participou em 630 missões de combate e apoio a incêndios rurais, 500 missões associadas ao Plano de Operações Nacional da Serra da Estrela e 13 ações de apoio logístico de resposta à pandemia de covid-19.

A Força Especial de Proteção Civil sucedeu à Força Especial de Bombeiros, conhecida por “canarinhos” e que foi criada em 2007, e estava inserida no dispositivo operacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

.