Os triunfos económicos do concelho de Almeirim em 2020

O ano de 2020 foi atípico em muitos aspetos, mas o concelho de Almeirim soube ultrapassar as adversidades e acumular bons sinais em termos económicos ao longo destes três trimestres.

O interesse pela região tem crescido exponencialmente e isso traduziu-se num aumento de número de empresas no concelho, de acordo com um estudo da NERSANT. De julho a agosto deste ano, foram criadas 93 novas empresas no distrito Santarém, mais 25 do que no ano transato, e em Almeirim foram criadas quatro. Este aumento de empresas é sintomático
de alguma saúde económica numa altura em que vários setores entraram numa autêntica convulsão económica, pautada por despedimentos, layoffs ou declarações de falência e respetivo encerramento.

Estes bons indicadores do concelho surgem também numa altura em que o consumo generalizado tem ganho uma expressão muito maior no online, onde os jogos ocupam um lugar de destaque. Nos dois primeiros trimestres, o jogo online cresceu 70%, facto que por si só explica o aparecimento de novos casinos online em Portugal. Este pico de crescimento resultou do fecho dos casinos físicos e do interregno de verão das competições desportivas, que fizeram esfriar o interesse nas apostas desportivas e despertaram uma maior curiosidade relativamente ao poker, à roleta, às slot machines ou à banca francesa. A facilidade em abrir conta, os bónus de boas-vindas e a forma rápida de levantar prémios, através de métodos de pagamento conhecidos, são algumas das razões que levaram a que os jogos tivessem um crescimento tão repentino no online.

Curiosamente, as empresas que mais se destacam em Almeirim pouco ou nada têm a ver com estes dois binómios – entretenimento e digital – e os créditos atribuídos à região destinam-se mais a indústrias tradicionais. Foi nesta lógica que cinco pequenas e médias empresas localizadas no concelho de Almeirim foram distinguidas com a chancela de excelência relativa ao ano de 2019. O prémio é atribuído às empresas que cumprem critérios específicos de gestão, sendo que esse requisito foi cumprido pela Farmácia Mendonça, a empresa automóvel André Mesquita, a Comércio e Serviços, Lda., a Farmácia Correia de Oliveira, a F.J.M.P.C. – Informática e a Foremost – Empresa de Trabalho Temporário Lda. Algumas empresas são repetentes na obtenção do prémio, o que demonstra sustentabilidade e implementação constante das boas práticas de gestão, essenciais para a prosperidade a longo prazo.

Se estas empresas se destacam por um histórico imaculado, existem outras que estão a dar os primeiros passos, mas que já estão a exercer impacto nas respetivas indústrias. Este é o caso da Estufas do Vale, empresa de Almeirim liderada pela jovem Inês Silva, que está a agitar o mercado agrícola com uma aposta inovadora na couve chinesa pak choi, oriunda da família
dos brócolos, da couve-de-bruxelas, da couve-flor ou dos nabos. Existe atualmente uma preocupação galopante com um estilo de vida alternativo e uma alimentação saudável, pelo que a aposta da jovem empresa num alimento tão versátil faz todo o sentido. A couve pak choi tem um valor calórico muito baixo e oferece inúmeros benefícios ao nível das vitaminas
e dos minerais, já que contém vitamina A, C e K, ácido fólico, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, etc. As propriedades desta leguminosa, que é rica em fibra e antioxidantes, ajudam a prevenir doenças oncológicas e cardiovasculares.

O concelho de Almeirim apresenta uma vitalidade económica invejável num ano de 2020 bastante acidentado ao nível dos constrangimentos para os empresários, consolidando negócios com história na região e servindo de palco para o aparecimento de ideias inovadoras. Esta é também uma altura em que os segmentos turísticos são cada vez mais heterogéneos, o que valoriza concelhos genuínos como Almeirim, onde a gastronomia e a
cultura conquistam os corações dos visitantes em pouco tempo. De resto, as próximas conquistas da cidade deverão ocorrer nestas áreas e existe já trabalho a ser feito nesse sentido.

Os concertos e eventos culturais no concelho são cada vez mais assíduos e as especialidades típicas da região, como a Sopa da Pedra e as Caralhotas, já são certificadas em Portugal pelo Ministério da Agricultura e deverão ter igualmente aprovação europeia em 2021. Certo é que Almeirim deverá continuar no bom trilho económico, como demonstrou durante este ano, independentemente das surpresas ou nuances que o futuro reservar.

.